"Eu gostaria de abraçar o mundo inteiro em uma rede de caridade"
António Frederico Ozanam

sexta-feira, 15 de abril de 2016

"A Regra" Secção IV Sociedade São Vicente Paulo

Nesta publicação da IV Secção: as reuniões vem ao encontro do tema; "Regresso ao passado e Importância da Reunião", com a moderação do Assistente Espiritual do C.C.P., no dia de 25º Aniversário do Conselho de Zona.
Dê bastante importância a estes artigos pois a boa aplicação depende o bom funcionamento da Conferência. O Presidente tem aqui, uma importância maior para a qual deve estar preparado. Não seja um presidente estático, passivo, porque tenha quem o represente, seja mais activo. 

Secção IV
REUNIÕES

Artigo 15.º
(Local, dia hora e periodicidade)

1. As Conferências reúnem-se regularmente no local, dia e hora fixados pelos seus membros, sendo recomendável que as reuniões sejam semanais.

2. O local, dia, hora e periodicidade da reunião devem ser comunicados aos Conselho de que dependa a conferência, bem como quaisquer alteração que venham a verificar-se.
.
Artigo 16.º
(Espírito que as anima)

As reuniões devem ser impregnadas do espírito de fraternidade, alegria e simplicidade que animava já os fundadores da Sociedade, procurando tomar a espiritualidade cristã vicentina a fonte de toda a acção a desenvolver.

Artigo 17.º
(Orações)

As reuniões começam e terminam com as orações tradicionais da sociedade, que se encontram em apêndice a este corpo único e organizado, ou por outra escolhida por um dos seus membros, sendo, no entanto,obrigatório que no início figure a invocação do Espírito Santo, o Pai-Nosso e a Avé-Maria.

Artigo 18.º
(Ordem de Trabalhos)

1. A primeira parte da reunião é dedicada a uma reflexão comunitária, apresentada por qualquer dos membros e inspirada nas Escrituras, nos ensinamentos da Igreja, nos pensamentos de S. V. Paulo ou do Beato Frederico Ozanam, em temas sugeridas pelo C.N., ou outros Conselhos, ou em factos da vida quotidiana em especial relevância para a actividade vicentina.

2. A segunda parte da reunião é dedicada ao relato, por cada um dos membros, da respectiva actividade vicentina, examinando-se em comum as medidas tomadas ou a tomar numa preocupação da Caridade, Justiça e eficácia, e dentro de um espírito de solidariedade e de respeito pelo próximo.

3 O Presidente e outros membros da Conferência transmitirão as informações de que dispuserem sobre a actividade da SSVP no pais e no mundo.

Artigo 19.º
(Colecta)

O espírito de partilha de que os membros da Conferência estão animados exprime-se numa colecta de carácter secreta.

Artigo 20.º
(Acta)

De cada reunião deve ser elaborada uma acta pelo secretário, que a porá à apreciação no início da reunião seguinte, dela constando obrigatoriamente, além dum relato sucinto dos assuntos tratados, a situação financeira da Conferência indicada pelo Tesoureiro.

nota:- Para uma boa ordem de trabalhos cabe ao presidente organizar a sua reunião e dentro dos princípios que deva reger em boa educação: Ser o primeiro a chegar, preparar a Leitura Espiritual e/ou em reunião anterior pode pedir a um vicentino que a prepare e deixe o seu comentário à leitura que leu e depois os restantes dêem a sua opinião, tendo em conta o 1 ponto no artigo 18. Ainda sobre os relatos ou apresentação dos inquéritos;. Um inquérito a realizar, uma visita a fazer, poderá ser a dois. (lembre-se que Jesus andava sempre acompanhado com os discípulos), Peça ao seu acompanhante o que achou da visita, o seu parecer para incluir no relatório apresentar em reunião. Deixo uma dica; como fazer da melhor maneira a visita, consulte a página a seguir: visita domiciliária
Quando alguém estiver a relatar uma situação e se por acaso, um vicentino entrar pouco mais atrasado faça por não estorvar com os cumprimentos habituais ou beijinhos pois será um desrespeito para quem esta a falar. Procure evitar interrompa com outros assuntos laterais. A colecta é secreta e deve sempre que possível, contribuir generosamente.   


«não dispensa  A Regra.»      

Sem comentários:

Enviar um comentário