"Eu gostaria de abraçar o mundo inteiro em uma rede de caridade"
António Frederico Ozanam

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Você, quer ser Vicentino?

'Quer vestir a camisa vicentina? Saiba, no entanto, para vestir a camisa vicentina você precisa antes vestir a missão de Jesus que é a de amar os pobres com respeito e lhes garantir a dignidade. Você precisa vestir a camisa da humildade para pedir pelos pobres, como São Vicente de Paulo. Em uma das biografias de São Vicente de Paulo, há o relato que ele vivia nas ruas pedindo ajuda para os pobres. Certa ocasião, passou por ele uma comitiva e um dos nobres cuspiu em seu rosto. Em resposta à atitude de repúdio do nobre, com a mesma mansidão, São Vicente de Paulo disse: "O que eu merecia você já me deu. Agora dê o que os pobres merecem." Ser vicentino é assim! É levar muito não e tapas na cara por seguir Jesus e por se fazer sua vontade: interceder pelos pobres. Ser vicentino é vestir a camisa da boa vontade e querer "abraçar o mundo em uma rede de caridade", como bem disse e fez Antoine Frédéric Ozanam, o fundador da Sociedade São Vicente de Paulo. Vista a camisa vicentina, mas não por modismo ou para promoção própria e por vaidades. Vestir a camisa é se colocar a serviço de Jesus em favor dos pobres e dos esquecidos. Vista hoje a camisa vicentina. Amanhã poderá ser muito longe para você reconhecer que o pobre precisa da sua ajuda hoje.Num mundo que cada vez mais se polariza entre ricos e pobres,ser vicentino é estar sempre ao lado dos pobres. Não basta somente ter pena, ter dó dos pobres, mas sim, ser solidário com eles e sentir-se o pobre como parte da gente. É colocar-se no lugar deles! Com a caridade vc exercita a compaixão e a gratidão.'

Sem comentários:

Enviar um comentário