"Eu gostaria de abraçar o mundo inteiro em uma rede de caridade"
António Frederico Ozanam

segunda-feira, 18 de maio de 2015

O Congresso Vicentino começa AGORA...

Decorreu neste fim de semana no dia 17 de Maio o Congresso Vicentino da Diocese do Porto, ao Seminário de Vilar-Casa Diocesana e não poderia ter terminado da melhor maneira, que não fora com a presença de novos vicentinos, entre eles, jovens de quem se espera o melhor, fazendo o seu Compromisso e todos renovando-o.
Para mim, acho que foi o que se destacou no mais importante deste congresso foi a disponibilidade de todos na «Renovação do Compromisso», dando assim, continuidade na Missão Vicentina.

Para além de todo programa já longamente divulgado, foram abordado vários aspectos e de testemunhos da vida vicentina que ficou a cabo duma forma geral aos vices-presidentes responsáveis pelo Conselho Pastoral Vicentino durante 3 minutos cada ficando mais vincada neste congresso, foi sempre à volta do Tema Principal do Congresso:

«COMPROMETIDOS EM MISSÃO COM A IGREJA E OS HOMENS
RENOVAR O IDEAL E FORTALECER A FÉ, NA ALEGRIA DO EVANGELHO»
.
Na presença de todos os oradores, convidados e congressistas o Senhor Bispo do Porto D. António Francisco dos Santos, recebeu do Conselho Central do Porto através do seu Presidente Manuel Carvas Guedes, a disponibilidade pessoal para com toda a família vicentina e também colocou ao nosso Bispo a disponibilidade de todos os confrades para continuar a servir a Igreja pois sabemos todos que vemos dele com toda a certeza a presença de Deus, esperando que esta disponibilidade se torne recíproca, ambas as partes, sempre que a SSVP precise. Que assim seja. 
Para quem esteve presente, saiu mais fortalecido em prosseguir na sua missão, para os que não ponderam estar presentes, perderam o ensejo de ouvir vários testemunhos de muitos vicentinos e vicentinas que, lá longe do seu caminhar em família alguns com filhos e outros mais idosos, conseguem ter algum tempo, para praticar a caridade.
Hoje mais do que nunca a sociedade precisa dos vicentinos como se fosse do pão-para-a-boca e todos presentes entenderam que os problemas do tempo para a prática da caridade não está na falta de ter ou não ter tempo, porque há sempre tempo assim o queiramos.
Para a pratica da Caridade não é só necessário sentir que tem fé mas principalmente sentir que para Amar o Tempo não para, faz-se sempre o Tempo.
Há uma quadra espelha bem à disponibilidade de ter tempo no compromisso de qualquer vicentino ou vicentina, de todos nós...
Aqui deixo uma quadra da Fadista Marisa:

"O Tempo não Para"

Não sei se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo que me dê mais tempo
Para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui...

Penso quem em nome da direcção do Conselho de Zona Gaia Norte, depois de submeter a eleição de forma democrática entre os seus elementos, tem um compromisso com  a Sociedade São Vicente de Paulo e "com-premetidos" na sua Missão a partir do congresso irá por certo, por em prática o melhor possíveis para:
Assumindo o nosso compromisso, deixo aqui para conhecimento a frase que será divulgada nos nossos meios de comunicação própria e também uma pequena parte de um video num dos momentos altos do Congresso Vicentino do Porto.




                        






Sem comentários:

Enviar um comentário